Prefeitura, PM e população discutem ações de segurança em Fidalgo

Home » Noticias » Prefeitura, PM e população discutem ações de segurança em Fidalgo

Os vereadores Alex da Farmácia, Baixinho, Toninho e Sargento Aziz também participaram da reunião

Diante da preocupação dos moradores de Fidalgo e Quinta do Sumidouro em relação à segurança na região, uma reunião foi realizada no último sábado (24), no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora da Conceição, em Fidalgo, para debater a questão. Além de lideranças comunitárias e moradores, estiveram presentes no encontro o Secretário Municipal de Segurança, Coronel Alberto Luiz, o Tenente Victor da Polícia Militar, membros da Guarda Civil e representantes do Legislativo Municipal.

O Vereador Alex da Farmácia acredita que a situação preocupe a todos, principalmente porque Pedro Leopoldo sempre foi uma cidade conhecida pela tranquilidade. “Na reunião tivemos o depoimento de uma pessoa que foi surpreendida na própria casa três vezes por bandidos. O Coronel Alberto Luiz se comprometeu a dar suporte à Polícia Militar em ações conjuntas, que devem começar a acontecer em breve”, contou. Além de Alex, os vereadores Baixinho, Toninho e Aziz também participaram dos debates.

A artesã Ilca Bréscia de Miranda, moradora de Fidalgo, foi uma das pessoas que se mobilizaram em favor da segurança na localidade. Ela espera que as questões debatidas sejam revertidas em ações concretas. “Achei proveitoso o encontro e percebi que todos os representantes do poder público presentes na reunião estão muito empenhados em responder à população de Fidalgo e Quinta do Sumidouro. Acredito que agora dependa também dos moradores, no sentido de cobrar o que foi prometido”, ressaltou.

Segundo o Coronel Alberto Luiz, a população de Fidalgo e Quinta do Sumidouro será atendida em suas solicitações. Já o Prefeito Cristiano Marião enalteceu a mobilização dos moradores. Segundo ele, “a participação da população é decisiva para o desenvolvimento de toda a cidade”, disse. “Quando o poder público e a sociedade dão as mãos, a probabilidade de sucesso das ações é maior”, completou.

Ainda este mês, o grupo volta a se reunir para a apresentação das propostas de segurança para a região.