SECRETARIA DE SAÚDE ALERTA POPULAÇÃO SOBRE FEBRE MACULOSA EM PL

Home » Noticias » SECRETARIA DE SAÚDE ALERTA POPULAÇÃO SOBRE FEBRE MACULOSA EM PL

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância em Saúde, vem alertar a população a respeito da Febre Maculosa.

Recentemente tem sido observado, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, notificações de casos clínicos e óbitos relacionados a infecção pela bactéria Rickettsia, causadora da doença conhecida como Febre Maculosa, popularmente denominada como “doença do carrapato”. Infelizmente ocorreu um óbito de um residente da região da Lagoa de Santo Antônio no dia 24/10/17 relacionado a esta doença A causa do óbito foi confirmada no dia 27/10 pelo Hospital Risoleta Neves, a partir de análise realizada pela FUNED.

A Secretaria, por meio da ação dos técnicos da Vigilância em Saúde, já tomou as devidas providências. Foi realizado a visita ao local provável do foco de contaminação que ocorreu ontem, 27/10 pela manhã. O próximo passo será coletar os carrapatos e enviá-los para análise quanto a contaminação dos mesmos pela bactéria causadora da doença. Cabe informar ainda que todos as unidades de saúde do município já foram alertadas quanto aos cuidados para prevenir novos casos. No entanto é indispensável o autocuidado. Com a chegada dos feriados, recomendamos o máximo cuidado em áreas de risco como parques, lagoas, áreas verdes e cachoeiras; ou em contato com animais que participam do ciclo de transmissão da doença (roedores, cães, cavalos, capivaras e bois).

Não há vacina contra a doença, que é causada por uma bactéria transmitida pelo carrapato estrela, que geralmente se hospeda em cavalos e capivaras. A prevenção é evitar contato com áreas que possam ter carrapatos, caso o contato com estas áreas seja inevitável recomendamos algumas ações como:

Utilizar repelentes à base da substância Icaridina, que são eficazes na prevenção de picadas por carrapatos;
Utilizar vestimentas longas e de cor clara, que permitem a fácil visualização dos carrapatos, além de calçados fechados e de cano longo;
Evitar sentar ou deitar em gramados nas atividades de lazer, como caminhadas, piqueniques ou pescarias;
Examine o corpo com frequência, tendo em vista que quanto mais rápido os carrapatos forem retirados, menor a chance de infecção;
Se verificada a presença de carrapatos, retire-os com leves torções, evitando o esmagamento de seu corpo com as unhas, já que pode haver contato com a bactéria presente no animal dessa maneira;
Mantenha pastos, lotes e áreas públicas sempre limpas, para evitar a proliferação de carrapatos;
Utilize carrapaticidas periodicamente em cães, cavalos e bois, conforme recomendações do profissional médico veterinário.
Os sinais clínicos são muito parecidos com os de outras doenças como:

· Febre

· Dor de cabeça

· Dores musculares

· Mal-estar

· Náuseas e vômitos

Caso apresente qualquer sintoma procure uma unidade de saúde o mais breve possível, informando que esteve em área de risco ou teve contato com carrapatos.

A Secretaria Municipal de Saúde se coloca à disposição para os esclarecimentos necessários.

 

Daniel Lucas do Carmo

Coordenador de Zoonoses

 

Ronaldo Alves Martins

Chefe de Divisão de Saúde Coletiva

 

Orozimbo Henrique Campos Neto

Diretor de Atenção e Vigilância em Saúde

 

Fabricio Henrique dos Santos Simões

Secretário Municipal de Saúde